Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

As eleições municipais de 2020 permanecem sob uma nuvem de incerteza no que se refere a sua realização ou adiamento. Todos os partidos estão proibidos de realizar convenções e encontros para oficialização de pré-candidaturas, tendo somente o meio virtual como recurso. Apesar disso, o Partido dos Trabalhadores (PT) segue unindo forças endossando a pré-candidatura da deputada federal Luizianne Lins para disputa da prefeitura de Fortaleza.

“O PT vem costurando essa unidade”, disse o jornalista Beto Almeida ao comentar o fato de que a agremiação vem superando as divergências ideológicas dentro do próprio partido sobre qual nome seria escolhido e, de fato, agora, solidificando a figura de Luizianne Lins para ser referendado na convenção da sigla a fim de oficializar seu nome no pleito previsto para ser realizado em outubro deste ano.

Beto Almeida ainda salientou que o deputado estadual Acrisio Sena (PT) vem pedindo mais cautela nessa antecipação do partido de definir logo a candidatura única. O parlamentar defende uma aliança com outros partidos de esquerda e centro esquerda da capital com a finalidade de combater o avanço das forças conservadoras que estão se aliando junto ao nome do pré-candidato Capitão Wagner (PROS) à prefeitura.

O jornalista, no entanto, diz que a posição de Acrisio Sena “dificilmente encontrará eco”, pois não está alinhada ao que defende nomes mais contundentes no partido como os deputados federais Jose Airton Cirilo e Jose Nobre Guimarães, e do própria deputada Luizianne Lins, onde todos defendem a candidatura própria e não cogitam abrir mão disso para realizar uma possível aliança política com outras agremiações.

“Luizianne Lins caminha pra ser indicada realmente o nome único do Partido dos Trabalhadores para disputa da Prefeitura de Fortaleza, isso independente do calendário eleitoral, independente disso, eu acho que essa convergência não muda dentro do PT”

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp