Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O secretário da Administração Penitenciária do Ceará, Mauro Albuquerque, e o comandante-geral da Polícia Militar do Ceará, Alexandre Ávila de Vasconcelos, orientaram suas equipes das forças de segurança do estado a se prepararem para novos possíveis ataques comandados por criminosos. As instruções foram passadas por áudios no WhatsApp e confirmadas pelas respectivas pastas.

“Mais uma vez o Estado está sob ataques, tudo indica. Temos que novamente mostrar que o estado não cederá nenhum milímetro”, diz. O secretário orienta ainda os agente penitenciários a “fazer uma geral em todas as dependências”

O Estado do Ceará registrou neste fim de semana pelo menos seis ações de incêndios criminosos. As ocorrências foram em Fortaleza, Maracanaú, na Região Metropolitana; em Quixadá e Quixeramobim, no Sertão Central. Em janeiro deste ano, uma onda de ataques resultou em uso de explosivos em pontes, antenas de telecomunicação e prédios públicos.

Em nota, a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informou que todas as unidades prisionais do Estado seguem operando dentro da normalidade. Em virtude de incidentes verificados na capital, a SAP reforçou as iniciativas preventivas de segurança e procedimento dentro do sistema prisional do Ceará, mantendo ações sempre pautadas pela Lei de Execução Penal e pelo princípio da dignidade humana.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp