Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Adultos hospitalizados com covid-19 e gripe ao mesmo tempo correm um risco significativamente maior de serem acometidos por complicações graves e morrerem, em comparação com pessoas com apenas um tipo de infecção viral, segundo um estudo publicado na revista The Lancet. A pesquisa mostrou que pacientes com coinfecção de Sars-CoV-2 e influenza são quatro vezes mais propensos a necessitar de suporte ventilatório e têm mortalidade 2,4 vezes maior.

Os pesquisadores dizem que as descobertas mostram a necessidade de mais testes de gripe em pacientes hospitalizados em razão da covid-19 e destacam a importância da vacinação completa contra o Sars-CoV-2 e o vírus da influenza. A equipe, das universidades de Edimburgo, Liverpool, Leiden e do Imperial College London, todas no Reino Unido, chegou a essas conclusões em um estudo com mais de 305 mil pessoas.

Os pesquisadores analisaram os dados de adultos que foram hospitalizados com covid-19 no Reino Unido entre 6 de fevereiro de 2020 e 8 de dezembro de 2021. Os resultados dos testes para coinfecções virais respiratórias foram positivos para 6.965 pacientes infectados pelo Sars-CoV-2. Cerca de 227 deles também tinham o vírus da gripe e tiveram prognósticos significativamente mais graves.

“Nos últimos dois anos, testemunhamos frequentemente pacientes com covid-19 ficarem gravemente doentes, às vezes levando a uma admissão na unidade de terapia intensiva (UTI) e ao emprego de um ventilador artificial para ajudar na respiração”, relata Maaike Swets, estudante de doutorado da Universidade de Edimburgo e da Universidade de Leiden. “Já se sabia que uma infecção por influenza poderia dar origem a uma situação semelhante, mas pouco se entendia sobre os resultados de uma dupla infecção de Sars-CoV-2 e outros vírus respiratórios.”

(*) Com informações Correio Braziliense

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp