Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB), e o ex-presidente Lula (PT) se reunirão, no início do mês de março, para discutir a aliança com o PT no Ceará. Segundo reportagem do Jornal Folha de São Paulo, após o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) confirmar a condenação do ex-presidente Lula (PT), aliados do petista no Nordeste ameaçam rever acordos locais com o partido. Líderes do MDB já avaliam romper alianças ou recuar em acertos prévios com o PT, caso a sigla tenha outro candidato a presidente. O Nordeste é o principal reduto eleitoral do ex-presidente.

Ainda segundo a reportagem, “para evitar uma debandada, o ex-presidente procurou caciques para convencê-los a manter acordos com o PT nos Estados mesmo se ele não puder ser candidato. Isso porque os aliados de Lula garantem apoio ao petista, mas não ao restante do PT”.

Um dos caciques do MDB que Lula já procurou, foi o presidente do Senado, Eunício Oliveira. Candidato à reeleição, o emedebista negocia aliança com o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), que também tentará se reeleger, e já declarou publicamente que seu candidato à Presidência seria Lula. Segundo interlocutores, caso o petista não seja o candidato, Eunício pode migrar para outro palanque presidencial.

Eunício e Camilo construíram, no início de 2017, uma parceria administrativa que abriu as portas do Governo Federal para liberação de recursos para o Governo Estadual.

Com informação do Jornal Folha de São Paulo