Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Eusébio teve um aumento de cerca de 20% no número de pacientes nos últimos três meses. A razão principal é o crescimento de casos de arboviroses, a maioria dos pacientes acometidos de Dengue, Zica e Chikungunya são originários de outros municípios. O fato é que a UPA deveria atender somente pacientes de Eusébio e Aquiraz, porém isso não está ocorrendo, entre os municípios atendidos estão:  Horizonte, Fortaleza, Itaitinga e inclusive de outros estados, o que aumentou a demanda de matérias já que somente em um dia são atendidos em torno de 200 pacientes.

Houve uma redução de casos no período, destaca o secretário de saúde do município, ele observa ainda que o índice de infestação predial está em 0,65%, bem abaixo do recomendado pelo Ministério da Saúde, que é de 1%, resultado das campanhas de conscientização junto à população.

O Prefeito Acilon Gonçalves (PEN) pontua que a população também deve estar ciente que diversos procedimentos podem ser resolvidos nos postos de saúde e que a UPA deve ser preservada para casos de urgência. “O fato é que a grande maioria desses pacientes, que deveria procurar os postos de saúde do município, acaba se deslocando para a UPA, causando superlotação da unidade e prejudicando o atendimento do público alvo do equipamento, que são os pacientes de urgência e emergência. Nossos postos têm amplas condições, equipamentos e pessoal treinado para atender os pacientes sem urgência médica”, assevera.