Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Mais 70 examinadores vão integrar a equipe do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi). Eles faziam parte do cadastro de reserva do último concurso do instituto, em 2014. O Ministério do Planejamento liberou, nesta quarta-feira (29), a nomeação dos aprovados.

Serão chamados 50 candidatos para o cargo de pesquisador em propriedade industrial e 20 para o cargo de tecnologista em propriedade industrial.

As contratações do cadastro de reserva são resultado de solicitação do ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, ao Ministério do Planejamento. O intuito é agilizar a análise de pedidos de marcas e patentes e acabar com o estoque de pedidos (backlog).

Outros 140 candidatos aprovados no quadro de vagas do concurso de 2014 já haviam sido empossados, em 2016, pelo ministro Marcos Pereira. Foram 100 pesquisadores e 40 tecnologistas.

“Mesmo em tempos de ajuste econômico, é preciso dar condições para que o setor produtivo avance. Nossa gestão está fortemente comprometida com a redução de gargalos e com a modernização do Inpi”, afirmou Marcos Pereira.

Segundo a portaria publicada no Diário Oficial da União, os candidatos serão chamados a partir de abril. “As contratações do cadastro de reserva são fundamentais para aumentar a performance do INPI com o objetivo de elevar o serviço aos padrões internacionais”, disse o ministro.

Fonte: Portal Brasil