Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

As exportações no mês de agosto do Ceará alcançaram o valor de US$ 145,3 milhões, 0,7% acima das exportações do mesmo período do ano anterior. O acumulado do ano, US$ 1,52 bilhões, portanto, manteve o Ceará na 14ª posição entre os demais estados brasileiros, permanecendo com 1% em participação, e apresentando um crescimento de 7,5% quando comparado ao resultado do acumulado janeiro-agosto de 2018.

Já as importações, totalizadas em US$ 211,6 milhões em agosto e US$ 1,6 bilhões no acumulado do ano, colocaram o estado na 13ª colocação no ranking brasileiro. Os dados são da edição de setembro do “Ceará em Comex”, estudo de Inteligência Comercial elaborado mensalmente pelo Centro Internacional de Negócios da FIEC.

A queda nas importações e o aumento nas exportações gerou um aumento de 79,9% no saldo comercial do estado do Ceará. As exportações cearenses permanecem sendo lideradas pelas vendas dos produtos do setor metalomecânico, ferro fundido, ferro e aço. Os Estados Unidos permanece como o principal destino das exportações cearenses, seguido pela China.

As importações do município de São Gonçalo do Amarante lideram o ranking e representa mais de 35,5% de tudo que o Ceará compra do exterior. Fortaleza aparece em seguida na 2° posição. A capital cearense tem uma participação de 30% no total em importações. Maracanaú e Caucaia ocupam a 3° e 4° posição.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp