Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

De acordo com o boletim semanal de monitoramento da balneabilidade divulgado nesta sexta-feira, 8, pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), dos 31 pontos da orla de Fortaleza 19 estão próprios para banho. Litoral Oeste representa a região com maior número de pontos impróprios. Dos 10 pontos na área, quatro estão próprios para o banho. Por conta da obra de engorda da Praia de Iracema, quatro pontos do litoral deixaram de ser monitorados. Em Fortaleza, de acordo com o boletim, não houve avistamento de óleo em nenhuma das praias observadas.

A Zona Leste do litoral da Cidade vai do Caça e Pesca ao Farol do Mucuripe e apresenta 11 praias. Todas estão em condições de receber banhistas. Já a Zona do Centro, que vai do Farol ao estaleiro da Indústria Naval do Ceará, apresenta seis praias, das quais quatro estão próprias para o banho. As exceções são os trechos compreendidos entre o Farol e monumento do jangadeiro, no bairro do Mucuripe.

A Semace informou que quatro trechos na zona centro deixaram de ser monitorados devido à obra de engorda da praia que isolou a região. Os pontos estão localizados entre a Volta da Jurema e o espigão da rua João Cordeiro. Já na Zona Oeste, região que vai da avenida Alberto Nepomuceno à Barra do Ceará, seis das dez praias não estão em condições de receber banhistas

Segundo relatório da Semace, os pontos foram considerados impróprios para o banho em função da presença de resíduos ou despejos, sólidos ou líquidos, inclusive esgotos sanitários, óleo, graxas e outras substâncias, capazes de oferecer riscos à saúde.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp