Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Os esforços empregados pelas Forças de Segurança do Ceará no combate à criminalidade possibilitaram que o índice de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), em Fortaleza, apresentasse, em fevereiro último, o melhor resultado desde fevereiro de 2017. No mês passado aconteceram 121 CVLIs na Capital. Já em fevereiro do ano passado, 90. Este e outros dados foram apresentados pelo secretário da Segurança Pública e Defesa Social, André Costa, na tarde desta sexta-feira (09), em reunião do programa “Em Defesa da Vida”, realizada na sede da SSPDS. Se comparado fevereiro deste ano (121 casos) com fevereiro de 2017 (90 vítimas), em Fortaleza, houve um acréscimo de 34,4%.

Já no Ceará, em fevereiro último (363 casos), o número de CVLIs apresentou o melhor resultado desde março de 2017 (358). Das 22 Áreas Integradas de Segurança (AISs) do Estado, sete apresentaram queda ou empate no registro de CVLIs no mês passado se comparado com o mesmo mês de 2017. Na Capital, foram três AIS. A intensificação no policiamento com o ingresso de novos servidores, o investimento em equipamentos e no trabalho dos setores de inteligência fazem parte dos esforços para combater o crescimento da violência no Estado.

A apreensão de armas de fogo cresceu 3,8% no estado em fevereiro último comparado com o segundo mês de 2017, passando de 546 unidades apreendidas no Ceará para 567. Já o número de prisões e apreensões em flagrante, por tráfico de drogas, Crime Violento Contra o Patrimônio (CVP) e porte, posse e comercialização de arma de fogo, saltou 48,3%, indo de 1.188 para 1.521.

Com Informações da SSPDS

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp