Foto: Mateus Lotif/Fortaleza EC

O Fortaleza empatou com o River Plate em 1 a 1, em partida válida pela 4ª rodada do grupo ‘F' da Copa Libertadores. Silvio Romero marcou o gol leonino e Enzo Fernández, de pênalti, fez o gol ‘milionário'. A vitória poderia ter vindo na segunda etapa, mas o juiz do jogo não marcou pênalti em cima de Renato Kayzer. Como nesta fase, não há árbitro de vídeo, o lance não foi revisado e para piorar, Silvio Romero, que estava no banco de reservas, foi expulso por reclamação. O empate deixa o Leão na 3ª colocação, com 4 pontos, enquanto o River segue na liderança da chave com 10 pontos.

O jogo

O Fortaleza começou o jogo impondo um ritmo intenso, de bastante correria, enquanto o River Plate se posicionava defensivamente, tentando segurar o ímpeto tricolor.

Logo aos 5 minutos, Lucas Lima lançou Lucas Crispim, que serviu Silvio Romero, que de primeira, fez um a zero Fortaleza. Aos 16, o árbitro marcou pênalti para o River. Na cobrança, Enzo Fernandes, deslocou Max Wallef e deixou tudo igual.

Ainda no primeiro tempo, o Fortaleza criou chances de marcar. Mas, os ataques esbarravam no goleiro Armani, que defendeu várias finalizações e evitou o segundo gol do Leão.

Na etapa final, a intensidade em campo de ambas as equipes diminuiu e o Fortaleza ficou na bronca com a arbitragem, com a não marcação de um pênalti, em cima de Renato Kayzer: o atacante que substituiu Romero foi obstruído por Martínez, mas o juiz nada marcou e assinalou tiro de meta a ser cobrado por Armani. Como nesta fase, não há árbitro de vídeo, o lance não foi revisado e sobrou para Silvio Romero, que estava no banco de reservas e foi expulso por fazer reclamações contra a não marcação da penalidade máxima.