Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Aconteceu nesta sexta-feira (23/2), no auditório do Centro de Formação e Avaliação (Cemfa), na Tabuba, o I Fórum de Turismo do Litoral Oeste. O encontro reúne gestores e representantes de cinco municípios da costa da região oeste cearense (Caucaia, Paracuru, São Gonçalo do Amarante, Trairi e Paraipaba) e foi marcado por intensos debates e pela homenagem ao setor empresarial, com a entrega de certificados na área da gastronomia e da excelência em hotelaria.

Secretária municipal de Governo e Articulação Politica, Erika Amorim lembrou que “são quase 140 quilômetros de litoral que os cinco municípios juntos possuem e que podem fortalecer internamente no turismo intermunicipal”. “Precisamos cuidar, zelar e gerir nossas riquezas. Temos que trabalhar as ideias para fortalecermos o conceito do Litoral Oeste se tornar irresistível para qualquer um”, acrescentou.

Segundo o secretário municipal de Turismo e Cultura, Paulo Guerra, o encontro é um esforço da Prefeitura de Caucaia para integrar e fortalecer o turismo regional. “Temos que agregar aquilo que é comum aos municípios. A nossa gastronomia diferenciada, os nossos atrativos naturais e eventos inserindo todos os cinco municípios, isso tudo poderíamos somar.”

Representante do Fórum de Turismo do Estado do Ceará, Pedro Carlos disse que o ponto essencial do turismo é feito de integração. “É fundamental o turismo ser realizado dentro da sustentabilidade. O turismo é uma atividade de investimento e alto retorno. Alimentação de recursos que vem inclusive de outros países e de outros estados. A Rota dos Ventos será levantada junto ao empresariado.”

“O desenvolvimento para o projeto é trabalhar o potencial turístico de cada região para se criar uma rota, e nesta rota mostrar o potencial natural e a estrutura, incluindo a capacitação e qualificação”, acrescentou a representante da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), Selma Carvalho.

Claudia Bandeira, secretária municipal de Turismo do Trairi, acredita no diferencial da união entre as cidades. “Temos que estar unidos por nossos objetivos e ficar desta forma mais fortes”, declarou. “O turista quando vai para nosso município vai por acaso. Com a nova perspectiva desta união, ele poderá chegar programando a viagem”, relatou.

Já o secretário municipal de Turismo de Paraipaba, Vasco Robson, disse que a criação da rota turística é de grande valor para proporcionar aos visitantes uma melhor qualidade no acolhimento. “Temos muitas coisas para oferecer. Esta união tem tudo para engrandecer o turismo do nosso litoral.”

Do município de Paracuru, David Nunes, secretário de Turismo, está feliz com a ideia do Fórum. “Somos os principais polos de turismo do Ceará. Os mais próximos de onde chegam os milhares de turistas. Tanto Jeri quanto o litoral leste são beneficiados e agora temos que nos fortalecer para engrandecer o nosso turismo.”

Maria Vênus, secretaria de Turismo de São Gonçalo do Amarante, parabenizou Caucaia pela iniciativa pioneira de sediar um evento tão importante. “O turismo se faz com muita integração, parceria e humanismo. Que se estabeleça um espírito de união e não de competitividade. A união faz a força. E São Gonçalo está de portas abertas.”

O projeto da Rota dos Ventos é baseado em três pilares: social, econômico e ambiental. Está prevista a concretização de circuitos turístico-culturais de mútuo interesse, como compartilhar eventos (categoria, classe, custos, períodos, calendários), ampliar a lógica de uso de espaços, além de intensificar o movimento de turismo entre os municípios.

Com informações da PMC