Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Segundos dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), as chuvas dos últimos dias no Ceará, que tem deixado os cearenses felizes, devem continuar por, pelo menos, três ou quatro dias em todas as regiões do Estado, graças à atuação da Zona de Convergência Intertropical.

De acordo com o meteorologista da Funceme, Davi Ferran, “todas as regiões estão propensas (a precipitações)” e as condições são favoráveis para que as chuvas continuem a cair nos próximos dias no Estado. Ferran ressalta que já choveu, nos primeiros 15 dias do mês de fevereiro deste ano, em média, o equivalente a 110 milímetros no Ceará, quantidade que se aproxima da média histórica de 118 mm para o período.

As regiões do Cariri, Sertão Central, dos Inhamus e Litoral Norte, onde mais choveu neste mês, com 178 mm de média, são as que registraram a maior quantidade de precipitações. Já as regiões do Maciço de Baturité e do Vale do Jaguaribe, que registraram chuvas abaixo da média, são as que mais preocupam a Funceme.

Para Davi Ferran, contudo, as duas regiões estão propensas a receber boas chuvas nos próximos dias. “A expectativa é que venham mais chuvas e, muito provalmente, a média do mês de fevereiro vai ser superada”, lembrou.

Reservatórios

O meteorologista fez uma ressalva, no que tange a carga dos reservatórios cearenses de médio e grande porte. Segundo ele, “para se ter uma recarga nos médios e grandes açudes, deve chover no Estado, pelo menos, de 400 a 450 mm por 60 dias consecutivos. Nós ainda estamos longe disso, mas é aguardar para ver o que ocorre”, finaliza.

Para ouvir a entrevista completa com o meteorologista da Funceme, Davi Ferran, é só clicar no player abaixo:

DAVID FERRAN – METEOROLOGISTA DA FUNCEME