Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A situação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) foi apresentado durante uma votação da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Estado Ceará, presidida pelo deputado Queiroz Filho (PDT). Durante a reunião, ficou definido a realização de uma audiência pública para discutir o fundo que tem o prazo encerrado em dezembro de 2020.

De acordo com o deputado Queiroz Filho, a comissão da Assembleia tem recebido muitos requerimentos sobre o Fundeb e por isso foi decidido a realização de uma audiência no fim do ano.

Temos recebido na Comissão de Educação muitos requerimentos sobre o Fundeb. Então, entramos num consenso para reunir todos e realizar essa audiência no fim do ano, trazendo uma ampla discussão, convidando a bancada federal, o Fórum Estadual de Educação, a Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece), a União dos Vereadores do Ceará (UVC), a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), entre outras associações, disse Queiroz.

Ampliar o debate sobre o Fundeb a fim de colocá-lo como pauta prioritária na agenda nacional tem sido uma das ações prioritárias da Assembleia. O objetivo é mobilizar instituições de ensino, sociedade civil, iniciativa privada, lideranças da capital e do interior para que o fundo seja firmado no texto da Constituição Federal, não mais como Disposição Transitória.

O primeiro encontro, realizado em Crateús, foi bastante rico, contando com participação ativa do deputado federal Idilvan Alencar (PDT). A ideia é sensibilizar a população sobre o que está em pauta, que é o financiamento mais relevante da educação pública do Brasil. Se ele não se tornar permanente, muitas escolas vão fechar as portas, alerta Queiroz Filho.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp