Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Gestores públicos e educadores dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Paraíba e Ceará participaram do XIX Seminário sobre a Educação de Sobral, para apresentar um panorama da trajetória e estratégias adotadas pelo município que fizeram Sobral ter a melhor rede pública de educação do Brasil, segundo a avaliação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2017. O evento foi realizado nos dias 30 e 31 de maio.

O primeiro dia de programação contou com visitas à Casa da Avaliação Externa do município e à Escola de Formação Permanente do Magistério e Gestão Educacional (Esfapege). Em seguida, o secretário da Educação de Sobral, Herbert Lima, ministrou a palestra “A Experiência Educacional de Sobral – 22 anos”, na qual apresentou a política educacional implementada ao longo dos últimos anos.

Para a secretária da Educação de Angra dos Reis (RJ), Stella Magaly Salomão Corrêa, quando se tem uma política pública séria se vai longe. Segundo a secretária, Sobral tem uma política que é mantida apesar dos governos e isso faz muita diferença.

Muitas vezes se pensa que é o investimento financeiro que faz diferença, mas se não houver comprometimento, que vi de sobra aqui, não adianta só ter o recurso financeiro. Sobral sem dúvidas é um exemplo para todo Brasil, declara.

Na programação do segundo dia, os gestores participaram da palestra “A Formação de Professores no Município de Sobral e a Escola de Formação Permanente do Magistério e Gestão Educacional”, ministrada pela coordenadora pedagógica da Esfapege, Tarjjara Almeida, e em seguida, visitaram a Escola Professor Gerardo Rodrigues de Albuquerque e o Centro de Educação Infantil Terezinha de Jesus Ponte Aragão, onde conheceram as atividades desenvolvidas pelas unidades escolares.