Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC) foi afastado do cargo por pelo menos seis meses pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). O afastamento foi determinado pelo ministro Benedito Gonçalves após investigações da Procuradoria-Geral da República (PGR) apontar o envolvimento de Witzel em desvios no governo do estado.

A função deve ser assumida pelo vice-governador Cláudio Castro (PSC). De acordo com as investigações da PGR, Wilson Witzel montou uma organização criminosa dentro do governo do estado desde que assumiu o cargo, em janeiro de 2019. A quadrilha foi dividida em três grupos, que disputavam o poder com desvio de recursos dos cofres públicos.

Segundo a Procuradoria-Geral da República, o esquema tinha a liderança de empresários, que lotearam as principais secretarias, como a da Saúde, para criar esquemas que beneficiassem as próprias empresas.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp