Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
O governo de Jair Bolsonaro decidiu, no inicio da tarde desta sexta-feira (28), renovar a Garantia da Lei e da Ordem (GLO) no Ceará, que amplia a permanência dos 2.500 homens das forças armadas no Estado por mais uma semana. A decisão foi tomada após uma reunião entre o presidente Jair Bolsonaro e representantes da Defesa Civil.

As tropas dos militares ficarão no Ceará para tentar solucionar a crise na segurança pública que chega ao 11º dia de violência devido a um motim protagonizado por policiais militares. Caso Bolsonaro não renovasse a GLO, governadores de quatro estados estavam dispostos a enviar policiais militares para o Ceará.

Comissão

Uma Comissão dos três poderes, Executivo, Legislativo e Judiciário, foi criada para debater a crise gerada pela paralisação de parte dos policiais militares e bombeiros. Os policiais apresentaram 18 pontos como condição para o fim da greve.

Até o momento, são pelo menos 230 policiais que respondem a processos administrativos e que estão fora da folha salarial.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp