Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Os beneficiários do INSS, entre eles muitos da Grande Fortaleza e do Interior do Ceará, que receberam em janeiro o salário mínimo com correção abaixo da inflação de 2019 deixaram de ganhar um total R$ 137,4 milhões.

O valor equivale à diferença de R$ 6 entre o piso de R$ 1.039, depositado para 22,9 milhões de beneficiários inscritos na folha do mês passado, e o novo salário mínimo de R$ 1.045, válido a partir de fevereiro.

A correção vale para aposentadorias, pensões por morte, auxílios-doença, benefícios assistenciais e outros. O texto, porém, não menciona a reposição do valor que deixou de ser pago em janeiro.

Caso não faça a compensação, a administração de Jair Bolsonaro descumprirá a regra constitucional que determina a manutenção do valor real de compra dos benefícios, afirmam especialistas em Previdência.

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp