Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Governo do Ceará inaugurou, nesta sexta-feira (2), o primeiro Centro Cearense de Idiomas (CCI), localizado no shopping Benfica, em Fortaleza. A iniciativa vai ofertar a alunos matriculados na rede pública estadual o ensino gratuito de inglês e espanhol. Ao todo, 11 CCIs serão entregues pelo Executivo em todo o Estado até abril. A abertura do primeiro centro contou com a presença do governador Camilo Santana, acompanhado do secretário da Educação Idilvan Alencar, educadores, estudantes e lideranças políticas.

A implantação das unidades de ensino de línguas estrangeiras envolve o investimento total de quase R$ 5 milhões. Seis municípios receberão os novos equipamentos em 2018: além da Capital, Crateús (também nesta sexta-feira), Itapipoca, Caucaia, Iguatu e Juazeiro do Norte. Apenas em Fortaleza serão instalados cinco centros, nos shoppings Benfica, RioMar Fortaleza, RioMar Kennedy, North Shopping Jóquei e Via Sul, além de uma outra unidade no Conjunto Ceará. “Vamos atender mais de 4 mil em Fortaleza e mais de 10 mil jovens no Ceará inteiro. São três anos de curso, com turmas de 25 alunos e vamos capacitar também os professores da rede pública”, explicou o governador Camilo Santana.

Para o chefe do Executivo, essa política vem para garantir oportunidades aos jovens e capacitá-los para o futuro, tendo em vista os novos investimentos que surgem no Estado. “A nossa meta é ampliar ainda mais para outros municípios. Estamos aqui apostando que Fortaleza e o Ceará vão se tornar em um centro de conexões com o mundo, a partir do momento em que vai funcionar o hub da Air France-KLM/Gol. Os centros de idiomas são mais uma forma de investir na educação e oferecer oportunidade para os nossos jovens se capacitarem para o mercado de trabalho”, complementou.

Acompanharam o governador no evento os deputados estaduais Jeová Mota, George Valentim e Walter Cavalcante, o deputado federal José Guimarães, além de vereadores da Capital e outras lideranças políticas.

Mais acesso a outros idiomas
A estudante Sara Ivna, 16 anos, cursa o 1º ano na Escola Estadual de Educação Profissional Paulo VI, no Montese, e mira a sua meta profissional: ser juíza. Prestes a iniciar as aulas no centro de idiomas do Shopping Benfica, ela garante que a oportunidade aberta pelo Governo do Ceará de aprender inglês vai prepará-la melhor para o seu objetivo. “Tudo que quero é aprender. Tenho planos para conhecer outros países, estudar para conseguir minha carreira profissional, e venho aqui para aprender as línguas necessárias para conseguir isso. Estou muito feliz”, afirmou, determinada.

No Ceará, 9.400 vagas estarão à disposição dos alunos da rede pública para estudar nos CICs. Em Fortaleza, cada unidade poderá receber até 600 alunos. Nos municípios de Crateús, Caucaia, Itapipoca e Iguatu poderão ser matriculados até 1.050 alunos em cada centro. O Centro de Juazeiro do Norte atenderá 1.750 alunos.

As turmas terão aulas de segunda a quinta-feira, nos três turnos (manhã, tarde e noite), das 10h às 21h, nos shoppings, e das 8h15 às 21h, nos outros espaços.

“Na primeira unidade, para esses alunos vindos das escolas públicas da Regional do Benfica, contemplamos 20 escolas e 600 alunos. Vamos oferecer aulas de 10 às 21 horas e temos como meta deixar os alunos do Ensino Médio do Estado fluentes em inglês e espanhol”, contou a coordenadora do Centro de Idiomas do Shopping Benfica, Ana Lídia Fernandes.

Sobre os cursos
Os centros ofertarão aulas que seguem módulos de estudo, com certificados de conclusão para cada módulo e o conjunto final. Os cursos de inglês e espanhol têm duração de três anos, distribuídos em seis semestres de aulas. Cada aluno terá a disposição conhecimentos para se aprofundar nas relações linguísticas e culturais das línguas estrangeiras, focando as habilidades de ler, escrever, falar e ouvir.

Os professores das escolas públicas estaduais também serão beneficiados com a iniciativa. Há vagas em cada Centro para os docentes e os cursos caracterizam-se como formação continuada. Além disso, todos os professores dos CCIs fazem parte do Quadro de Docentes da rede pública de ensino.

Para garantir vaga nos cursos, os estudantes precisarão apresentar bom desempenho acadêmico nas escolas públicas.

“A educação cearense está fazendo história. Esta marca CCI mostra a competência dos professores do Ceará, e também a dedicação dos alunos da rede pública”, detalhou o secretário da Educação, Idilvan Alencar.

Com informações do Governo do Estado

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp