Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A partir da análise do conteúdo, formato e nível de detalhamento das informações, o Governo do Ceará foi considerado o segundo do país na qualidade da apresentação dos dados sobre a situação epidemiológica da pandemia de coronavírus (Covid-19). Com Pernambuco em primeiro lugar, apenas dois estados da região Nordeste estão entre os cinco melhores avaliados. Rio de Janeiro, Tocantins e Minas Gerais ocupam as demais posições.

O levantamento da Open Knowledge Brasil (OKBR), também conhecida por Rede pelo Conhecimento Livre, organização que atua na área de transparência e abertura de dados públicos, avaliou as informações divulgadas no hotsite coronavirus.ceara.gov.br, desenvolvido pela Secretaria da Saúde do Ceará e Escola de Saúde Pública Paulo Marcelo Martins Rodrigues (ESP/CE).

Os dados referentes ao estado foram colhidos no dia 30, a partir do informe epidemiológico produzido pela Sesa, por meio da Célula de Imunização (Cemun) e do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CievsS), da Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica e Prevenção em Saúde (Covep).

Desempenho

O Ceará obteve 69 pontos, dos 100 possíveis, no Índice de Transparência Covid-19. O indicador é composto por 13 critérios de avaliação, divididos em três dimensões: conteúdo, granularidade e formato, itens que consideram disponibilização de informações como idade, sexo, localização dos casos confirmados, além de séries históricas.

Os dados do estado foram classificados com nível “bom” e se destacaram por também apresentar informações sobre testes aplicados, doenças preexistentes em pacientes infectados e status de atendimento da rede de assistência à saúde.

No país, 90% dos estados avaliados ainda não publicam dados suficientes para acompanhar a disseminação da pandemia de Covid-19. O índice será atualizado semanalmente a fim de promover melhorias nas informações disponíveis.

(*)com informação da SESA

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp