Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Na manhã desta terça-feira (4) o Governo do Ceará deu passo importante na estratégia de adotar o método de Linguagem Simples em seus serviços e secretarias. A ação foi promovida para seus colaboradores através do Íris, o Laboratório de Inovação e Dados do Governo do Ceará, e foi aberto pelo secretário Chefe da Casa Civil, Élcio Batista. Na programação, a palestra “Textos complicados de ler excluem milhões de brasileiros”, da jornalista e pesquisadora Heloísa Fischer, lotou o Auditório do Palácio da Abolição, durante a manhã. Ela aprofunda o tema, em forma de workshop, para um grupo de 30 multiplicadores das diversas secretarias, ao longo da semana.

Élcio Batista destacou que a ação visa aproximar as pessoas do governo, e que esse momento faz parte de uma transformação digital do Governo do Ceará.

“Adotar a Linguagem Simples nos serviços e ações do Governo é fundamental para o Ceará, pois tem uma relação direta com a inclusão das pessoas, e assim transformá-las em cidadãos de forma plena. Nós temos a missão de nos comunicar com todas as pessoas, de forma clara, simples e objetiva”, apontou. “E essa atividade promove a desburocratização do acesso à informação a partir de vocês, agentes da informação, nas secretarias, para dentro e para fora do Governo. Com isso devemos continuar debatendo, discutindo e aprendendo com a método”, complementou.

E como uma das tarefas fundamentais do laboratório é a de desenvolver dentro do governo o uso da linguagem simples, Heloísa Fischer aponta não apenas com podemos aplicá-lo em nosso dia a dia, mas também agradece a oportunidade dada ao Governo do Ceará de incentivar o acesso à informação da forma mais rápida, direta e simples possível.

“Estamos diante de uma causa social pelo direito de entender as informações essenciais para o nosso dia a dia. E essa ação visa desburocratizar o governo e tornar compreensível ações e serviços do Governo do Ceará. Então implementar a estratégia de um governo digital é modificar toda uma cadeia de entendimento, por isso me sinto honrada em participar desse movimento aqui no Ceará”, finaliza a jornalista e pesquisadora.

 

 

 

(*)com informação do Governo do Estado do Ceará

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp