Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Educação (Seduc), lançou o livro Educação em Regime de Colaboração, que destaca as ideias, práticas, experimentações e ações desenvolvidas pelo Estado em busca da promoção de uma educação pública de qualidade, da primeira infância até os anos finais do Ensino Fundamental, em regime de colaboração com os 184 municípios. A obra foi organizada, em 2019, ano em que o Ceará alcançou 100% dos municípios no nível adequado de alfabetização no Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Ceará (Spaece).

O livro, organizado pela secretária da Educação, Eliana Estrela, e as coordenadoras Oderlânia Leite e Anna Gardennya Linard, apresenta capítulos produzidos pelas equipes técnicas das coordenadorias de Cooperação com os Municípios para Desenvolvimento da Aprendizagem na Idade Certa (Copem) e de Educação e Promoção Social (Coeps), vinculadas à Secretaria Executiva de Cooperação com os Municípios. A vice-governadora Izolda Cela assina o prefácio. A obra também conta com capítulo escrito pela primeira-dama do Ceará, Onélia Santana, sobre a execução do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Infantil (Padin), ação executada pela Seduc, que integra o Programa Mais Infância Ceará, do qual é idealizadora.

Ao apresentar o livro, a vice-governadora diz que a obra faz testemunhar frutos de uma semente plantada e cuidada por muitas mãos, com o envolvimento de tantos corações e mentes. “Uma empreitada que vem mobilizando há anos um compromisso de colaboração em favor da educação pública do Ceará. Que as boas práticas e seus acertos sejam inspiradores”, destacou Izolda.

Eliana Estrela ressalta que os assuntos contemplados pelo livro nos permitem mergulhar pela trajetória de sucesso da educação do Ceará, por meio do regime de colaboração entre o Estado e os municípios cearenses como indutor dos avanços conquistados e que vêm se consolidando, há mais de uma década, como modelo de referência para o Brasil. “Sejamos todos nós aprendizes da esperança de que nos alimenta esta obra e degustadores da boa escrita que recria as experiências entremeadas de relações e imbricadas de sentimentos e sensibilidades, por meio da escritura forjada pela farta colheita de saberes, práticas e desafios do fazer educativo de qualidade”, escreveu.

Psicopedagoga e doutoranda em Ciências da Saúde, a primeira-dama Onélia Santana relatou sobre o Padin no livro. “Fico muito feliz em contribuir neste livro com um capítulo que trata sobre o Padin. Através deste programa, crianças que moram em locais de difícil acesso à creche recebem visitas domiciliares, que promovem o desenvolvimento infantil através do fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários e o incentivo à parentalidade ativa e responsável. Convido a todos a conhecerem melhor esta iniciativa, que tem modificado a vida das crianças e suas famílias”.

A publicação conta com o apoio do Mais Paic – Programa Aprendizagem na Idade Certa, do Programa Mais Infância Ceará e da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) – secção Ceará. Devido à pandemia da Covid-19, não houve evento presencial de lançamento e um ebook está disponibilizado por meio do link. Além disso, serão distribuídos livros para compor o acervo das coordenadorias regionais da Educação.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp