Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Os moradores do município de Coreaú, na Zona Norte do Ceará. receberam, nesta sexta-feira, 22, mais um grande equipamento-modelo: a Escola Estadual de Educação Profissional (EEEP) Gerardo Cristino de Menezes.

Para construir, equipar e mobiliar a escola, foram investidos R$ 12,5 milhões, oriundos do Tesouro Estadual e FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação). A inauguração contou com a presença da governadora do Ceará, Izolda Cela (PDT), e da secretaria da Educação, Eliana Estrela, que foram recepcionadas pelo prefeito Edézio Sitonio.

“Uma marca do nosso governo é entregar esse tipo de equipamento: uma escola em tempo integral, onde os jovens chegam cedinho da manhã e passam os dois períodos, fazem suas refeições, e vão embora de tardinha, em um dia de muitas atividades, de muitas aprendizagens, com equipes dedicadas ao seu desenvolvimento”, ressaltou a governadora do Ceará.

O novo espaço tem capacidade para atender até 540 estudantes, em tempo integral, das 7 às 17 horas, com três refeições diárias. Ao ingressar numa EEEP, os estudantes fazem o Ensino Médio e se preparam para o mundo do trabalho durante a última etapa da educação básica.

“O Ceará é reconhecido nacionalmente pela boa educação, desde sempre com Izolda Cela, antes secretária da Educação, depois como vice e agora como governadora. E esta escola é prova de que estamos no caminho certo É um equipamento que qualifica o currículo dos nossos jovens e que vai servir muito para gerações e gerações, não apenas de Coreaú, mas também as cidades de Alcântaras e Moraújo”, apontou o prefeito Edézio Sitonio.

Em Coreaú, serão ofertados cursos técnicos em Administração, Eletrotécnica e Redes de Computadores. O professor José Romildo de Moura ficará responsável pela gestão escolar.

Ao chegarem à 3ª série, os alunos participarão de estágio curricular obrigatório e remunerado propiciado pelo Governo do Ceará. No momento, 6 mil empresas são parceiras nos programas de promoção de estágio profissional com previsão de atendimento de 18 mil estudantes.

“Este equipamento é lindo, uma escola toda toda adaptada para as melhores condições, de trabalho dos professores e de estudo aos alunos. Zelem e cuidem desse equipamento, é de vocês. E não esqueçam de acreditar no potencial de cada um de vocês. A construção do conhecimento é feita no dia a dia, estudem e aproveitem essa oportunidade”, pontuou Eliana Estrela.

A estrutura da EEEP é composta de 12 salas de aula, auditório, biblioteca, bloco pedagógico administrativo, laboratórios específicos para os cursos técnicos oferecidos, além dos de Línguas, Informática, Ciências e Matemática. Esta é mais uma construção que atende à concepção de qualidade para escolas de educação profissional. A obra foi supervisionada pela Superintendência de Obras Públicas (SOP).

As escolas profissionais ofertam 54 cursos técnicos para 111 municípios cearenses na Capital e no Interior, com o atendimento de 58 mil jovens.

(*) com informações do governo do Ceará

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp