Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O governador Camilo Santana (PT) e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT) se reuniram neste sábado (10), com o objetivo de discutir que atitudes serão tomadas após a chacina que aconteceu no Benfica, nessa sexta-feira (9).

Como resultado da reunião, a prefeitura decidiu mobilizar profissionais e todos os recursos e equipamentos do Município para garantir ações em quatro eixos: Reforçar a assistência aos feridos, por meio da Secretaria da Saúde e do IJF;  Assistência psicossocial às famílias das vítimas, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos; Mobilização de efetivo adicional da guarda municipal e AMC para ações em parceria com os órgãos de segurança do estado; e alinhamento dos esforços municipais às ações do Governo do Estado por meio de ações de fiscalização urbana.

 

 

O governador Camilo Santana convocou toda a cúpula da Segurança Pública e determinou o imediato reforço nas ações ostensivas e preventivas em Fortaleza e Região Metropolitana, além de reforço nas equipes investigativas para que todos os envolvidos no caso do Benfica sejam identificados e presos o mais rápido possível.

O governador ainda conversou com membros do Judiciário e Minstério Público para tratar de ações conjuntas. Na segunda-feira, Camilo deve convocar uma reunião com a presença dos poderes, além dos diretores de Ceará e Fortaleza, para tratar sobre as questões relacionadas às torcidas organizadas.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp