Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A cidade Fortaleza começa o ano de 2018 ostentando um título nada agradável: a capital cearense apresentou, em 2017, a maior incidência de casos de febre chikungunya do Brasil, entre os municípios com mais de um milhão de habitantes, de acordo com o ranking apresentado pelo Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde. A taxa de incidência acumulada até o dia 21 de dezembro de 2017 é de 2.158 casos por 100 mil habitantes, conforme a Secretaria Municipal de Saúde de Fortaleza.

O descuido na área da saúde municipal pode ter contribuído para o aumento no número de vítimas da chikungunya. O total de casos confirmados em Fortaleza foi de 56.713 em 2017, representando aumento de 222,4% em relação a 2016, com a incidência de 17.590 casos. O Estado do Ceará possui 61,4% de todos os casos de febre de chikungunya do Brasil.