Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O crescimento de 300% estimado em despacho de flores e plantas entre o ano passado e 2019 fará com que o Grupo Rosas Reijers volte ao mercado internacional em janeiro do próximo ano ao enviar um milhão de hastes para a Europa, segundo afirmou o diretor Roberto Reijers. O grupo, o maior produtor do Ceará e segundo maior distribuidor do Brasil, tem desenvolvido a produção local, na Serra de São Benedito, e aposta no cenário internacional de câmbio favorável para voltar a exportar.

A empresa espera fechar o ano de 2019 com um crescimento de 300% nos despachos de flores e plantas, em relação a 2018. E um crescimento de 25% no faturamento. Atualmente já foram enviadas 26.130 caixas enviadas, sobretudo, para destinos do Norte e Nordeste.

Além dos despachos, a produção de flores e plantas no Estado apresentou crescimento acima da média nacional. Nos últimos quatro anos, a produção brasileira avançou 8% enquanto no Ceará o incremento foi de 25%. Apesar da melhora dos resultados e das expectativas, a escassez hídrica ainda é um dos principais gargalos para o setor da floricultura do Ceará.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp