Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), da rede pública do Governo do Ceará, promove neste sábado (21), a partir das 9h, no posto de coleta na Praça das Flores, uma atividade de conscientização para o cadastro de medula óssea. A ação acontece em referência ao Dia Mundial do Doador de Medula que é celebrado no terceiro sábado do mês de setembro. Os hemocentros regionais também realizarão uma programação para mobilizar os doadores.

Com o objetivo de ampliar o número de pessoas cadastradas para doação de medula óssea o Hemoce preparou uma programação diferenciada para conscientizar a população. Os voluntários serão recepcionados com material informativo e lacinhos laranja, cor símbolo da doação de medula. Serão oferecidos também serviços de avaliação nutricional com bioimpedância, teste de glicemia, aferição de pressão arterial e orientação sobre a importância do cadastro para doação de medula óssea.

A ação contará também com um espaço kids com pintura e entretenimento para que os pais possam levar as crianças. Grupos de incentivos a solidariedade como: Caçadores de Medula, Panapaná e FlaMedula estarão presentes mobilizando o público. “O primeiro passo para ser um doador de medula óssea é realizar um cadastro em uma das unidades do Hemoce. Para se cadastrar basta ter entre 18 e 55 anos de idade, não ter histórico pessoal de câncer e apresentar um documento de identificação oficial com foto. Você preenche um formulário com dados pessoais, fornece dois telefones para contato e será coletada uma amostra de sangue de 5ml para a realização de testes”, explica Nágela Lima, coordenadora da captação de doadores do Hemoce.

Cadastro no interior

Como parte da programação do Setembro Verde, mês de incentivo à doação de órgãos e tecidos. Os hemocentros regionais nas cidades de Sobral, Quixadá, Iguatu, Crato e Juazeiro do Norte também estão intensificando a importância do cadastro para doação de medula óssea.

No sábado (21), às 8h, o Hemoce Quixadá realiza uma palestra educativa para explicar e tirar dúvidas sobre cadastro e doação de medula. Os voluntários poderão participar de uma manhã de bem-estar com serviços de maquiagem e limpeza de pele. Para reforçar o número de pessoas cadastradas, o Hemoce Sobral ampliou as coletas externas no município e realiza palestras educativas.

Em Iguatu o hemocentro regional também incentiva a doação de medula óssea com ações de conscientização em eventos e coletas externas na região. No Hemoce do Crato e Juazeiro do Norte, a mobilização para o cadastro de voluntários será feita por meio de coletas externas e haverá programação cultural e palestras no Dia Mundial do Doador de Medula Óssea.

Como ser um doador

Para encontrar um doador de medula óssea compatível não aparentado é necessário realizar o cadastro nos hemocentros do país. No Ceará, o Hemoce é responsável pelo cadastramento. Atualmente cerca de 190 mil pessoas já se cadastraram como possíveis doadores de medula óssea no Estado. O serviço de coleta das células é realizado pelo hemocentro cearense desde 2012.

A doação de medula acontece quando o voluntário cadastrado é compatível com o paciente que necessita do transplante de medula. A chance de encontrar a compatibilidade é de uma para cada 100 mil pessoas. Apesar de a probabilidade ser pequena, o Hemoce já coletou 67 bolsas de medula óssea, sendo 38 para transplantes de medula em outros estados e 29 para outros países como: Argentina, Estados Unidos, Canadá, Itália, França, Portugal, Holanda, Alemanha, Espanha, Inglaterra, Turquia e Israel.

*com informações do Governo do Estado

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp