Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Em convenção realizada através de uma live, transmitida por rede social, o PDT Ceará oficializou a candidatura de José Sarto Nogueira à prefeitura de Fortaleza, e de Élcio Batista a vice.

Abrindo a transmissão realizada neste sábado(12), o prefeito Roberto Cláudio agradeceu aos seis partidos que compõem a coligação formada por PDT, PSB, PL, PSD, Cidadania e PTB. Na sequência, Ciro Gomes deu ênfase às obras realizadas pela atual gestão.

Daí foi a vez do candidato que encabeça a chapa aparecer. José Sarto Nogueira começou falando um pouco sobre a sua história, como se tornou médico e como acabou entrando na política.

Além de reforçar o discurso de continuidade, Sarto pontuou que a criação de empregos será o maior desafio da próxima gestão do Poder Municipal.

Após a exibição de alguns depoimentos ressaltando o trabalho da atual gestão municipal, foi a vez do candidato a vice, Élcio Batista(PSB), discursar. Ele ressaltou a importância de “pensar uma cidade de forma sistêmica”.

E entre um clipe e outro, mostrando as ações da gestão de Roberto Cláudio, varios líderes partidários foram se revezando no discurso do porquê seria importante a eleição de Sarto. Entre eles, o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, vereador Antônio Henrique(PDT) e o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, assim como os presidentes estaduais de seus respectivos partidos: Acilon Gonçalves(PL), Alexandre Pereira (Cidadania), Denis Bezerra(PSB), Domingos Filho(PSD).

Já no trecho final da convenção, o senador Cid Gomes(PSB) destacou as qualidades de Sarto, assim como as de Roberto Cláudio, que voltaria a falar mais uma vez sobre as realizações de sua gestão.

Por fim, foi a vez do candidato a prefeito pelo PDT encerrar a live, pontuando algumas prioridades de seu plano de governo. Entre elas, educação com melhoria no ensino básico; segurança através de ações sociais que deem oportunidades aos mais jovens; ampliação da saúde publica dentro das comunidades, com ações de prevenção; e geração de empregos, afirmando que “é hora de fazer um pacto pela esperança e pelo futuro”.