Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Os principais hospitais da rede pública municipal de saúde de Fortaleza, como Instituto Dr. José Frota, Hospital Nossa Senhora da Conceição e Frotinhas está com superlotação.

De acordo com a prefeitura, a situação se deve ao grande número de pacientes do interior do estado que, por falta de condições de atendimento em seus municípios, acabam sendo encaminhados para a capital cearense. “A gente não pode concentrar , em um único município, essa quantidade de pacientes que cresce a cada dia. É preciso que aos municípios principalmente os maiores criem condições mínimas necessárias para atender a sua população em relação à traumatologia”, diz o médico Rommel Araújo, coordenador de Gestão Hospitalar e Unidades Especializadas da Prefeitura de Fortaleza.

Mutirões
Entre as medidas para diminuir o número de pessoas que estão ocupando leitos nos hospitais à espera por cirurgias especialmente traumatológicas, o município decidiu implantar mutirões noturnos para a realização de cirurgias no IJF. “A prioridade é atender idosos e crianças. Com os mutirões, conseguimos realizar até oito cirurgias a cada dia”, relata o médico.

Além do IJF, mutirões de cirurgias estão sendo realizados aos sábados no Frotinha de Antônio Bezerra. “Com isso a gente reduz a demanda de pacientes nos corredores, não só dos três frotinhas, mas também do IJF”, acredita Rommel Araújo.

Com Informações G1-CE