Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Hospital Geral Dr. César Cals (HGCC), da rede pública do Governo do Ceará, recebe nesta segunda-feira, 27, a terceira turma da Residência Integrada em Saúde (RIS), com ênfase nas áreas de Enfermagem Obstétrica e Neonatologia. A solenidade de acolhimento dos 14 novos residentes será às 8 horas, no Auditório II do Centro de Estudos do HGCC, na Avenida Imperador, 545, Centro.

Do total de residentes aprovados para o HGCC, oito atuarão no Centro de Neonatologia, sendo dois enfermeiros, dois fisioterapeutas, dois psicólogos e dois assistentes sociais, e ainda seis residentes atuarão no serviço de Enfermagem Obstétrica. A atuação dos residentes está completamente direcionada para serviços de referências do Hospital César Cals, que têm destaque em todo Estado do Ceará. Como hospital de ensino e tradição, o HGCC tem contribuído com a formação de novos profissionais, seja na Medicina como também em outras profissões da saúde.

Para a solenidade de recepção, uma programação especial foi pensada para introduzir os novos residentes no contexto hospitalar e na rotina do hospital. Conforme explica Lígia Fernandes Scopacasa, coordenadora da RIS no HGCC, será feita uma apresentação geral do Programa de Residência e de toda a instituição. Em seguida, as preceptoras de cada categoria profissional serão apresentadas e abordarão seus temas com cada residente, respectivamente. Os residentes serão informados ainda sobre o rodízio, ou seja, a planilha que define todos os lugares do hospital por onde deverão passar.

Até o momento, desde 2014, quando entrou a primeira turma multiprofissional, já passaram 27 residentes pelo Hospital César Cals. “A RIS agrega valor ao hospital e fortalece o processo de ensino e aprendizagem”, afirma a coordenadora.  A Residência Integrada em Saúde no HGCC tem a duração de dois anos e faz parte de um convênio entre o hospital e a Escola de Saúde Pública (ESP), vinculada à Secretaria da Saúde do Estado, financiada pelo programa de Residência em Saúde do Ministério da Saúde e Ministério da Educação. Os residentes ingressaram por meio de um processo seletivo conduzido pela ESP e as respectivas unidades onde atuarão.

Com informação da A.I