Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O setor de serviços cearense avançou 1,4% na passagem de outubro para novembro de 2020, o quarto mês consecutivo de alta. Apesar do ganho acumulado nesse período, o resultado ainda é insuficiente para compensar as perdas entre os meses de fevereiro e abril no setor.

Na comparação com novembro de 2019, o total do volume de serviços recuou 10,4%, décima taxa negativa seguida no indicador, porém menor do que a variação apontada em outubro, para esse recorte. Esses são alguns dos resultados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada hoje (13), pelo IBGE.

No acumulado no ano, a queda é de 14,4% frente ao mesmo período de 2019. Já em 12 meses, o recuo de 12,9% manteve a trajetória descendente iniciada em março (1,6%). Esee é o resultado negativo mais intenso desde o início da série, iniciada em dezembro de 2012 para essa comparação.

As atividades de serviços que compõem a queda de 10,4% frente ao mesmo mês de 2019 são: serviços prestados às famílias (-30,8%), serviços de informação e comunicação (-0,6%) serviços profissionais, administrativos e complementares (2,8%), transportes, serviços auxiliares aos transportes e correios (-17,7) e outros serviços (-10,3%).

(*)com informação do IBGE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp