Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O trabalhador que resolve ou precisa encarar a fila para receber uma aposentadoria do INSS deve estar preparado para, após um longo período de espera, ainda precisar cumprir uma série de exigências para conseguir o benefício. Quem não consegue uma aposentadoria automática assim que faz o pedido pelo Meu INSS ou por meio do telefone 135 entra no grupo de 1,7 milhão de segurados que aguardam a convocação do órgão. No caso das aposentadorias, a espera média pela concessão é de 142 dias.

Preparar-se durante a espera para ter de cumprir uma exigência do INSS, como entregar documentos complementares, afasta o trabalhador do elevado risco de ter o pedido recusado. Entre 956,3 mil solicitações realizadas em outubro do ano passado, 434,5 mil foram recusadas, segundo o boletim mais recente da Previdência.

Para quem já pediu ou ainda vai solicitar o benefício, a consulta ao extrato do Cadastro Nacional de Informações Sociais fornecerá pistas se haverá a necessidade de comprovar vínculos de trabalho ou algum período de contribuição. O extrato do Cadastro Nacional de Informações Sociais pode ser retirado em uma agência da Previdência, após agendamento pela internet ou telefone, ou consultado diretamente pelo Meu INSS, desde que o interessado faça um cadastro. A consulta revelará se o tempo de contribuição é suficiente para o benefício requisitado. Se não for, a convocação para levar documentos ao posto é provável.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp