Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Deputados integrantes da oposição ao governador Camilo Santana (PT) protocolaram, nessa terça-feira, pedido de impeachment do chefe do executivo estadual por crime de responsabilidade.

A denúncia foi feita junto à presidência da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, tendo como base a delação do executivo da JBS Wesley Batista.

Para o governador Camilo Santana, a ação é oportunista e busca tirar vantagem política. Em conversa com internautas no Facebook, o governador declarou ainda que “esse é um momento que ninguém pode pré-julgar ou condenar ninguém por antecipação, só quem pode fazer isso é a Justiça”.

Ele também disse que não tem “nada para esconder de ninguém” e que o portal da transparência do Ceará é primeiro lugar no ranking da transparência. O líder da oposição na Assembleia, deputado Capitão Wagner (PR), assina o pedido de impeachment, junto com outros seis deputados.