Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O círculo de Gerado Alckmin vê com desconfiança a insistência do presidente Michel Temer em manter a indicação de Cristiane Brasil (PTB-RJ), filha de Roberto Jefferson, para o Ministério do Trabalho. Aliados do governador de São Paulo acreditam que essa é a mais uma evidência de que Temer quer concorrer a uma possível reeleição, tirando, inclusive, de Alckmin o apoio que o tucano tem recebido do PTB hoje.

Cristiane Brasil teve a posse como ministra do Trabalho suspensa pela presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, que analisa se é a Corte que deve avaliar a questão. A deputada do PTB foi condenada pela Justiça do Trabalho a pagar R$ 60 mil por dívidas trabalhistas a um de seus ex-motoristas. Ela também fez um acordo com outro profissional, pagando R$ 14 mil para evitar uma nova condenação.

No domingo, 28, Cristiane postou um vídeo que viralizou nas redes sociais. Cercada por homem sem camisa em um barco, ela se defendeu da condenação que tem na Justiça do Trabalho.

Com informações da Folha de São Paulo