Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

“É muito aumento. É de cair para trás quando a gente sai para fazer compras. Hoje está um preço, amanhã sobe.” É dessa forma que a aposentada Pilar Ramos, 74, descreve a disparada da inflação de frutas, verduras e legumes no começo deste ano. A preocupação de Pilar, moradora do Rio de Janeiro, encontra respaldo nos dados oficiais do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Com os efeitos do clima adverso e a pressão gerada pelos combustíveis sobre os fretes, os preços de alimentos tradicionais das feiras livres aceleraram no país.

Confira na íntegra o comentário do jornalista Carlos Alberto Alencar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp