Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A queda de 0,4% nas vendas do varejo no segmento de supermercados, na passagem de agosto para setembro, foi marcada pelo impacto negativo da pressão da inflação de alimentos, segundo Cristiano Santos, gerente da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O jornalista Carlos Alberto Alencar em seu comentário no Jornal Alerta Geral desta quinta-feira (12), o pesquisador destacou que a receita nominal do segmento de Hiper, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo subiu 1,9% em setembro ante agosto, mas, com o deflacionamento, a variação do volume de vendas passou para o “campo negativo”.

Confira na íntegra o comentário do jornalista Carlos Alberto Alencar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp