Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Um cartaz na entrada da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), em Horizonte, lista as diferentes queixas dos pacientes que os colocam na relação de prioridades para consultas médicas. A especificação nesse cartaz expõe, por exemplo, que os pacientes com dor de cabeça (cefaléia) procurem as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e não a UPA.

A recomendação é definida pelo médico e professor universitário Henrique César, em seu comentário, nesta terça-feira (21), no Jornal Alerta Geral, como insensatez porque a simples dor de cabeça pode ser um sinal de uma doença mais grave, como princípio ou mesmo um Acidente Vascular Cerebral (AVC).

O Jornal Alerta Geral, gerado pela FM 104.3 e FM 107.5 – Grande Fortaleza, é transmitido pelas redes sociais do Ceará Agora e por outras 26 emissoras no Interior do Estado.

Confira na íntegra o comentário do médico e professor universitário Henrique César: 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp