Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

As medidas que estão sendo adotadas pelo INSS dão mais tranquilidade aos trabalhadores que querem agilizar os pedidos de benefícios, especialmente, a aposentadoria. Em tempos de debate sobre mudanças nas regras da previdência social, muita gente sente de perto a ameaça de redução dos ganhos e passou a contar o tempo necessário para antecipar a aposentadoria.

Com demanda de pedidos de informações, o INSS avançou no campo digital para atender à grande procura dos segurados. Claro, nesse campo, o Governo Federal acaba, ao instituir instrumento para diminuir o movimento nas agências do INSS, diminuindo despesas e economizando mais. Bom para o Governo. Bom para os segurados que preferem usar o telefone ou a internet para checar dados e pedir benefícios.

Os caminhos são curtos para quem deseja receber com agilidade as informações previdenciárias. Os trabalhadores que tiverem acesso à internet podem fazer requerimentos pelo portal Meu INSS. Mas para isso é preciso ter login e senha, necessários para executar o serviço. Para fazer o cadastro, o segurado deve ter em mãos carteiras de trabalho, contracheques, além de documentos pessoais, como identidade e CPF. Ao acessar o portal, logo na primeira página, o segurado escolhe a opção “login” no topo ao lado direito da tela do computador.

Em seguida, abrirá uma janela do cidadão.br. Nela, clique no botão “primeiro acesso”. Na página seguinte, assinale o espaço de “cadastre-se” que fica do lado direito na parte de baixo da tela. Para continuar, será pedido número de CPF, o nome completo, a data de nascimento do segurado, o nome da mãe e o estado de nascimento para fazer o login. Após preencher todas as informações, clique em “próximo”.

Neste acesso, o trabalhador responde a cinco perguntas sobre o histórico previdenciário e o seguro-desemprego. Por isso é importante ter as carteiras de trabalho ou contracheques em mãos. Após esse passo, é gerado na internet um Código de Acesso para o segurado, que será trocado por uma senha que deve conter, no mínimo, nove caracteres, entre eles uma letra maiúscula e um caractere especial. Ao final desse passo, selecione “próximo”.

Depois de preencher todas as informações, o site pedirá permissão para que seus dados pessoais sejam usados no site Meu INSS. Escolha “autorizo” para prosseguir. Agora com login e senha criados, outros serviços podem ser acessados no site e o trabalhador não precisa ir à agência, somente se for chamado.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp