Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Os servidores federais aposentados, pensionistas e anistiados políticos civis não precisarão fazer a prova de vida anual, realizada no processo de recadastramento, até 31 de outubro. O prazo, que acabaria nesta quarta-feira, foi prorrogado por instrução normativa publicada no Diário Oficial da União.

Segundo a Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal do Ministério da Economia, o adiamento teve como objetivo reduzir a possibilidade de contágio dos beneficiários pelo novo coronavírus. De acordo com a pasta, a medida foi necessária porque a maioria desses servidores são idosos e integram o grupo de risco para a covid-19.

A prova de vida dos servidores federais está suspensa desde 18 de março. Inicialmente, o recadastramento tinha sido suspenso por 120 dias, até 16 de julho. O prazo tinha sido estendido para 30 de setembro por outra instrução normativa. Os beneficiários que excepcionalmente tiveram o pagamento das aposentadorias e pensões suspensos antes de 18 de março podem pedir o restabelecimento do benefício pelo site. O servidor receberá um comunicado do deferimento ou não do seu requerimento por e-mail enviado automaticamente pelo sistema.