Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Os atendimentos de perícia médica com o uso de telemedicina, previstos para começar nesta terça-feira (dia 3) como experiência piloto, ainda não foram iniciados, ao contrário do que a Secretaria de Previdência havia informado na última sexta-feira. Uma reunião da pasta com o Conselho Federal de Medicina deu início a tratativas entre os técnicos dos órgãos para detalhamento do procedimento. Agora, a secretaria informou que os atendimentos serão realizados apenas na fase final de implementação do protocolo, mas não anunciou prazo para que isso ocorra.

A chamada teleperícia atende a uma determinação do Tribunal de Contas da União (TCU), com o objetivo de diminuir a fila 750 mil segurados que aguardam atendimento para receber o auxílio-doença da Previdência Social.

A perícia médica com uso da telemedicina será aplicada, neste primeiro momento, apenas para a concessão de auxílio-doença dos segurados empregados das empresas que possuíam acordo de cooperação com o INSS firmado até o dia 6 de outubro, e que assinarem o termo de adesão à experiência piloto.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp