Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Índice de Preços da Ceasa do Ceará (IPCE), pesquisa que calcula o balanço de 65 produtos do mercado atacadista de Maracanaú, registrou queda de – 6,40% no setor de Folha, Flor, Haste no acumulado de janeiro de 2019 a janeiro de 2020. Também apresentaram queda os setores de Frutas (-2,87%), Hortaliças Fruto (-0,19%) e Raiz, Bulbo e Rizoma (-1,17%). O único setor que registrou aumento no período foi o da cesta básica (+28,54%). No geral, o aumento registrado foi de +10, 61%.

As frutas que tiveram maior queda de preços foram o mamão formosa (-20,53%), abacate (-16,64%), limão galego (-9,21%) e limão Taiti (-6,76%). Já a manga tomy teve aumento de +32,06%, seguida do melão japonês (+14,29%), uva benitak (+10,27%) e uva Itália (+7,46%). No setor de Folha, Flor, Haste os produtos que tiveram maior queda foram a acelga (-10,71%) e a couve-flor (-4,44%). O repolho híbrido teve aumento de +24,78%.

Na categoria de Hortaliças e Fruto a maior queda de preços foi na vagem macarrão (-15,70%) e pepino verde (-14,89%). Os maiores aumentos registrados foram na abóbora jacaré (+25,00%), abóbora caboclo (+24,73%), feijão verde (+22,88%) e no tomate longa vida (+19,02%).

A cenoura Nantes lidera o aumento de preço no setor de Raiz, Bulbo e Rizoma, atingindo o percentual de +38,39%, seguida da cebola roxa (+35,20%), da batata inglesa (+28,96%) e da beterraba (+16,72%).

Dentre os itens da cesta básica, as maiores quedas foram no preço da carne bovina (-10,83%), frango abatido (-4,44%), farinha de trigo (-3,60%) e queijo coalho (-3,24%). Os produtos que registraram aumento foram a manteiga (+65,71%), carne suína (+12,25%), óleo de soja (+8,50%), feijão de corda (+7,91%) e açúcar cristal (+6,76%).

De acordo com Odálio Girão, analista de mercado da Ceasa-CE, o IPCE do mês de janeiro indicou maior queda para o setor de frutas, principalmente para o mamão formosa devido às boas colheitas no Ceará e Rio Grande do Norte, fazendo o preço declinar em – 20,53%.

 

 

 

 

 

(*)com informação do Governo do Estado do Ceará

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp