Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O ex-presdiente do Supremo Tribunal Federal, STF, Joaquim Barbosa, se manifestou através das redes sociais na madrugada desta sexta-feira, 19, sobre as denúncias dos empresários da JBS em relação ao presidente Michel Temer.

Em suas postagens, no Twitter, Barbosa criticou politicos, empresários e a mídia nacional por terem miniizado, segundo ele, as denúncias prévias de propina de Temer.

Na madrugada desta sexta-feira, em seu perfil no Twitter, o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, se manifestou sobre a denúncia em torno do presidente Michel Temer, flagrado em gravação de conversa pouco republicana com Joesley Batista, dono da JBS.

“Nada aconteceu, não é mesmo? Líderes políticos, empresariais, parte da mídia se incumbiram de minimizar a gravidade dos fatos. Agora vieram a público as estarrecedoras revelações do sr Joesley Batista sobre o mesmo personagem, Temer. São fatos gravíssimos”, afirmou o jurista.

Além da crítica, Joaquim Barbosa convovou a população às ruas para exigiri a renuncia imediata do presidente.

“Não há outra saída: os brasileiros devem se mobilizar, ir para as ruas e reivindicar com força: a renúncia imediata de Michel Temer”, ressaltou.

Joaquim Barbosa foi o relator do Mensalão no STF. Seu julgamento condenou 24 réus, entre eles José Dirceu. Em agosto do ano passado, o juiz se posicionou contra o impeachment de Dilma Rousseff.

À época, Barbosa classificou o afastamento como “tabajara” e disse não ter acompanhado o “patético espetáculo” que resultou na chegada de Michel Temer à presidência.