Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O juiz Sérgio Moro, da 13° Vara Federal de Curitiba, aceitou mais uma denúncia do o Ministério Público Federal (MPF) contra o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu. Com isso, o petista se torna réu pela terceira vez, já tendo sido condenado por corrupção e lavagem de dinheiro na Lava-Jato.

Ao aceitar a denúncia, no entanto, o juiz Moro determinou que o processo fique parado por um ano, argumentando que todos os réus nesta ação já foram condenados na Lava-Jato.

A defesa do político comemorou a estagnação do processo e afirmou que “isso revela que a denúncia não tem o menor cabimento”.

Na denúncia, o MPF acusa Dirceu de ter recebido R$ 2,4 milhões em propina das construtoras UTC e Engevix. Em troca, ele teria influenciado contratos firmados com a Petrobras. Os valores teriam sido pagos durante e após o julgamento do mensalão, ação penal em que foi condenado.