Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Após mais de um ano de espera, o prefeito de Tauá, Fred Rego, recebeu, nesta terça-feira (13), a notícia sobre a decisão da Justiça Federal de liberar para as contas do Município a verba das diferenças do antigo Fundef. São mais de R$ 70 milhões. Do total desses recursos, 60% são direcionados aos professores da rede municipal. Na decisão, o juiz federal Charles Frazão de Moraes determina a suspensão de honorários a um escritório de advocacia do estado do Piauí que estava como representante do Município nessa questão.

Um acordo sobre o rateio da parte das verbas que cabe aos membros do magistério municipal está sendo discutido entre a Prefeitura e os representantes dos professores. O Fundef vigorou até 2006, quando foi substituído pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). O assunto ganha destaque no Jornal Alerta Geral com o correspondente, na Região dos Inhamuns, Alverne Lacerda.

Ouça a participação do correspondente do Jornal Alerta Geral, Alverne Lacerda: