Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Prefeitura de Fortaleza conseguiu suspender, nesta quarta-feira (17), a liminar que garantia a feira na José Avelino. A decisão foi do desembargador Paulo Francisco Banhos Ponte. Segundo a oposição na Câmara Municipal, mesmo antes da decisão, a prefeitura já vinha realizando a obra na rua impedindo que os comerciantes ocupassem o espaço e descumprindo a ordem judicial emitida no último sábado.

O prefeito chegou agora pela manhã de surpresa na Câmara Municipal de Fortaleza, ao lado do secretariado, para dar esclarecimentos sobre o processo. A liminar que mantinha a feira havia sido concedida pelo desembargador plantonista Durval Aires Filho, no sábado, 13, ao analisar o mandado de segurança interposto pela União dos Feirantes do Estado do Ceará. Mesmo assim a prefeitura começou a obra e colocou bloqueios impedindo a realização da feira.

O líder da oposição na Câmara, vereador Soldado Noélio, disse que os trabalhadores querem ter o direito  de trabalhar e a prefeitura insiste em querer levá-los para um empreendimento da iniciativa privada, praticamente os obrigando a comprar o  boxe para poder comercializar os seus produtos. “O prefeito diz que está aberto ao diálogo, mas é só discurso, porque houve uma audiência pública aqui na Câmara e os representantes da prefeitura não permaneceram na discussão. Precisamos que todos acalmem os ânimos, tanto a prefeitura, como os feirantes, para que encontremos uma saída, com auxilio do Poder Judiciário”.