Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Assembleia Legislativa do Ceará instalou dois laços amarelos na parte externa do edifício sede em apoio à campanha Setembro Amarelo, de prevenção ao suicídio e em defesa da vida.

O símbolo da campanha Setembro Amarelo foi colocado no último sábado (12), em frente à cúpula do Plenário 13 de Maio – com acesso pela avenida Desembargador Moreira – e na entrada do Edifício Senador César Cals, na rua Barbosa de Freitas.

Lise Novaes, diretora do Departamento de Administração da AL, informou que o Ministério Público do Ceará (MPCE) fez a solicitação e sugeriu que o prédio da AL fosse iluminado com a cor amarela, mas como o edifício é cinza, a iluminação não teria tanto destaque, e a melhor opção foi colocar os dois laços, além da iluminação que será acrescida.  

“O importante dessa campanha de prevenção ao suicídio é o cuidado que precisamos ter com nossos filhos, familiares e amigos, principalmente após uma pandemia que isolou as pessoas e causou muitos danos emocionais e psicológicos”, destaca.

Lise Novais informou ainda que os dois laços em PVC vão permanecer no prédio da Assembleia Legislativa até o final da campanha Setembro Amarelo e poderão ser reutilizados.

A 2ª Companhia de Policiamento de Guarda (2ª CPG) da Assembleia Legislativa também está no movimento. No dia 03/09, iniciou a campanha “Todos em Defesa da Vida – Setembro Amarelo: campanha de prevenção ao suicídio”.

Durante todo o mês, a companhia está realizando, sempre às quintas-feiras, uma ação junto aos servidores, parlamentares e cidadãos com distribuição de rosas e panfletos esclarecedores sobre o tema, com dicas e orientações de como ajudar e identificar pessoas que estejam passando por sofrimento emocional.

SETEMBRO AMARELO

A campanha Setembro Amarelo de prevenção ao suicídio teve início em 2015, por iniciativa do Centro de Valorização da Vida (CVV), do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Associação Brasileira de Psiquiatria, e o período contempla o dia 10 de setembro, alusivo ao Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio.

(*)com informação da AL