Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Em busca de protagonismo político para viabilizar sua pré-candidatura à Presidência da República, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), determinou a criação de quatro grupos de trabalho para apresentar projetos na área econômica e no aperfeiçoamento do controle da gestão pública, com ênfase no combate à corrupção.

Maia determinou a criação de um grupo que vai analisar a situação do mercado de debêntures no País e propor estratégias para torná-lo acessível a todos os segmentos do mercado, independentemente do porte da empresa emissora dos títulos. O grupo será presidido pelo deputado Pauderney Avelino (DEM-AM) e pelo doutor em Direito Tributário Ary Oswaldo Mattos Filho.

Maia também criou o grupo de trabalho para avaliar mudanças no modelo brasileiro de tributação da renda corporativa, que será formado por Marcos Lisboa, presidente do Insper, e por Bernard Appy, diretor do Centro de Cidadania Fiscal, entre outros.

Instituiu ainda a comissão de juristas para elaborar o anteprojeto da Lei de Improbidade administrativa. Encabeçado pelo ministro Mauro Campbell Marques, do Superior Tribunal de Justiça. Maia também convidou juristas para elaborar, num prazo de 60 dias, proposta com mudanças na gestão governamental, no sistema de controle da administração pública e combate à corrupção.