Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, defendeu que o governo demonstre às bancadas de parlamentares a atual situação da Eletrobras para justificar a privatização da empresa. Segundo Maia, é importante compreender o que está inviabilizando um maior volume de investimentos no setor. Para ele, o estado tem menos recursos para investimentos e altos gastos com pagamento de pessoal e de aposentadorias.

“A sociedade está preterida de tudo aquilo que ela paga de impostos, temos que ter coragem de enfrentar essa agenda dos gastos públicos. Só vamos voltar a investir como a sociedade espera se tiver a coragem de enfrentar as despesas públicas. A Eletrobras é exemplo de como ao longo dos últimos anos a estrutura da empresa foi construindo benefícios legítimos, mas que geram uma falta de condição de capacidade de investimento na valorização dos funcionários da empresa”, disse o presidente.

Rodrigo Maia reafirmou que não há previsão de redução da carga tributária se não reduzir o tamanho do Estado brasileiro. Ele voltou a defender a reforma administrativa que vai levar a uma nova administração de recursos humanos na administração pública.

 

 

 

 

 

(*)com informação da Câmara dos Deputados

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp