Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Prefeitura de Fortaleza iniciou um processo licitatório para a construção de 22.897 vagas de sepultamentos no Cemitério Público Municipal Bom Jardim, devido ao aumento de óbitos causados pela Covid-19. A ampliação do maior cemitério da cidade ainda não tem data definida, mas a previsão de entrega é de 90 dias após o início das obras. Nove coveiros devem integrar a equipe do equipamento.

A construção das covas na cidade está orçado em R$ 5.234.476,30. Serão 495 unidades para adultos, 132 vagas infantis, 66 do tipo especial e 99 outras para membros. No documento de licitação, a prefeitura pontua que Fortaleza é a cidade com maior número de casos de infecção pelo novo coronavírus do Nordeste, justificando este como o “motivo pelo qual se impõe o acompanhamento constante da situação do cemitério Parque Bom Jardim, para evitar a falta de leitos para sepultamento”.

No primeiro lote da ampliação, serão construídas 18.144 unidades de ossuários, tipo de depósito para restos mortais, feitas em concreto pré-moldado, com orçamento de R$ 1.763.186,34. Os jazigos, monumentos onde uma pessoa é sepultada, serão distribuídos entre adultos, crianças, indivíduos de maior porte (especiais) e membros (partes do corpo amputadas e que precisam ser enterradas). O orçamento é de R$ 3.471.289,96.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp