Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Petrobras reajusta em 12% o preço da gasolina nas refinarias a partir desta quinta-feira

Os governadores, em maioria, decidiram optar pelo descongelamento do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) sobre combustíveis. A informação foi divulgada nesta sexta-feira, 14, pelo governador do Piauí, Welington Dias (PT), que é o coordenador do Fórum Nacional de Governadores.

“Fizemos nossa parte: congelamento do preço de referência para ICMS, não valorizaram este gesto concreto, não respeitaram o povo. A resposta foi aumento, aumento e mais aumento nos preços dos combustíveis. Assim, a maioria dos estados votou para manter a regra do ICMS até o dia 31 de janeiro, considerando fechamento do governo para o diálogo e sucessivos aumentos do combustível sem preocupação do impacto econômico e social no aumento dos preços”, diz a nota enviada pela assessoria do petista.

Congelar o ICMS foi uma medida adotada pelos governadores no final de outubro de 2021 com objetivo de evitar o aumento do preço do combustível, que só em 2021, teve um aumento de 47,49% no preço do litro da gasolina no Brasil e o etanol, de 62,23%. O descongelamento terá validade a partir do início de fevereiro.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp