Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Um indicador criado pela operadora de cartões de crédito Mastercard para medir o desempenho do consumo aponta que as vendas no varejo brasileiro caíram 4,5% em 2016 ante 2015. No entanto, o e-commerce, que são as transações feitas pela internet, mostrou crescimento de 7,1% na mesma comparação.

No mês de dezembro, a diferença entre o varejo como um todo e as vendas na internet é ainda mais discrepante. Enquanto o primeiro teve queda de 3,5% em relação a igual mês de 2015, o segundo avançou 17%, a terceira expansão seguida na comparação mensal. Na semana do Natal, o indicador da Mastercard apontou retração de 4,6% sobre o desempenho do consumo na semana do feriado em 2015.

Para 2017,as perspectivas ainda são pouco animadoras. “A expectativa de aumento do desemprego e, consequentemente, a estagnação da massa salarial, mesmo que a confiança dos consumidores melhore, pode não ser suficiente para impulsionar as vendas no varejo. Sem uma mudança nos fundamentos econômicos, podemos ver um desempenho fraco nas vendas no varejo brasileiro nos próximos meses”, afirma Kamalesh Rao, diretor de Pesquisa Econômica da Mastercard Advisors.

Lançado no Brasil no começo de 2013, o indicador da Mastercard é baseado nas atividades de vendas na rede de pagamentos da operadora, juntamente com as estimativas para todas as outras formas de pagamento, incluindo dinheiro e cheque. A empresa ressalta que o levantamento não reflete ou se relaciona com o desempenho operacional e financeiro da Mastercard.

Fonte: Estadão Conteúdo